sábado, 28 de maio de 2011

10 conselhos para a hora de tirar a fralda, a chupeta e a mamadeira

1. Quando seu filho começar a avisar que está com vontade de fazer xixi, é hora de tirar a fralda diurna. Isso acontece por volta dos 2 anos.
2. Se a criança estiver na escola, é mais fácil aproveitar o momento em que os colegas estão passando pelo processo. Converse com o professor.
3. A preparação começa oralmente. Fale que, um dia, ele vai usar o vaso sanitário como você. Mostre a descarga, o papel higiênico.
4. Compre um redutor para o assento e, quando perceber que seu filho quer fazer cocô, corra para o banheiro.
5. Peça a ele que avise quando estiver com vontade de fazer xixi. Se ele demorar muito, tome você a iniciativa – às vezes as crianças ficam tão entretidas brincando que não percebem a vontade chegar.
6. Quando ele começar a acordar sequinho, é hora de tirar a fralda noturna. Não dê muito líquido à noite e faça-o fazer xixi antes de dormir. Vale levá-lo ao banheiro de madrugada, se for preciso.
7. A chupeta e a mamadeira devem sumir o quanto antes, pois podem trazer problemas dentários. Converse com seu filho, explique que você tem certeza (mesmo se não tiver...) de que ele vai conseguir ficar bem sem elas, que ele já está grande!
8. Se a chupeta é usada só à noite, tente trocá-la por um objeto de transição, como um urso de pelúcia.
9. Substitua a mamadeira por um copo com bico. Para os maiores, experimente um canudinho.
10. Para conseguir deixar fralda, chupeta e mamadeira, seu filho precisa muito de você, de sua criatividade e, principalmente, de sua paciência!

Quando meu filho vai dormir a noite toda?

Qual pai ou mãe, logo que chega em casa com o bebê da maternidade, não tem a sensação de que nunca mais vai dormir como antes? Se você está passando por isso, uma pesquisa comprovou o que nesse momento é difícil acreditar: seu filho provavelmente vai dormir a noite toda em poucos meses.

Um estudo realizado por pesquisadores da University of Canterbury, na Nova Zelândia, envolveu pais de 75 crianças que preencheram um diário sobre o sono do filho durante seis dias por mês, do nascimento aos 12 meses. Os resultados mostraram que aos 5 meses 50% das crianças eram capazes de dormir entre 22h e 6h. Animador, não?

É preciso lembrar, no entanto, que o padrão de sono varia de criança para criança. Enquanto umas dormem o regulam mais rápido, outras demoram um pouco mais.
A pediatra Márcia Hallinan, do Laboratório do Sono da Universidade Federal de São Paulo, preparou um lista de situações que você, provavelmente, já enfrentou. Para que os pequenos aprendam a dormir, ela explica que é necessário rotina, ajuste de horários e paciência, muita paciência. Os exemplos abaixo podem ser aplicados eventualmente, portanto, evite-as:


>> ninar bebê no colo diariamente (o correto é colocá-los na cama ou berço e ler por uns 15 minutos ou cantarolar embalando-o pelo mesmo tempo);

>> nada de perambular com a criança pela casa no carrinho de bebê, ou colocar no bebê-conforto lugares esquisitos, como sobre a máquina de lavar (ninguém precisa ser chacoalhado para pegar no sono. Dê uma fraldinha, que ele se auto ninará);

>> nada de passear de carro com o pretexto de fazer a criança dormir;

>> não ofereça mamadeira ou chá a cada choramingo, elas só podem existir se fizerem parte do ritual;

>> pode ser uma delícia, mas não é correto ficar abraçados, lendo até eles dormirem. Você deve deixar o quarto deles quando estiverem sonolentos, mas ainda acordados. Eles devem perceber que estão sozinhos, para não se assustar quando despertarem no meio da noite;

>> nada de inventar situações negativas em relação ao sono, como bicho-papão;

>> atenção: berço não é lugar para castigo!

Desmame:qual momento certo e como eles vão reagir?

Qual mãe não fica ansiosa ao pensar em que momento deve iniciar o desmame do filho? Tenha calma. Para que esse processo seja tranquilo é fundamental que seja feito aos poucos. E não se esqueça: segundo o Ministério da Saúde, o leite materno deve ser alimento exclusivo do bebê até os 6 meses e como complemento da dieta até os 2 anos.

O momento de apresentar novidades aos bebês exige paciência da família. É normal os filhos reagirem de várias maneiras, da irritabilidade a alterações intestinais. Isso porque o leite materno contém enzimas digestivas e, quando o bebê começa a comer papinha, seu organismo terá de digerir os alimentos sozinho. "A mudança pode causar cólica e irritação nas primeiras semanas", diz o pediatra Hamilton Robledo, do Hospital e Maternidade São Camilo, de São Paulo, recomendando atenção à ação dos alimentos no intestino do bebê, pois alguns têm propriedades laxativas e outros prendem o intestino. A mãe deve ter cuidado para não exagerar nas porções.

De acordo com as orientações dos especialistas, é importante introduzir um item por vez, para identificar o alimento que causou reação no bebê. O leite de vaca é o campeão nesse quesito, mas alimentos industrializados e com corantes também podem provocar transtornos como alergias.


O lado emocional

Não se surpreenda se o bebê se tornar manhoso. O lado emocional também se abala durante o desmame. Seu filho pode ficar mais chatinho, acordar de madrugada e requisitar mais você. "Alguns bebês se negam a comer a papa se é a mãe quem oferece", afirma Robledo. Para a pediatra Sineida Girão, é uma reação à separação da mãe."O desmame é um desligamento."

Outro comportamento típico dessa fase é a recusa de alimentos. Há bebês que até cospem a comida. "Não se trata de birra. A criança, assim como os adultos, tem todo o direito de não gostar de algo", diz Sineida. Nesse caso, a orientação é acrescentar o alimento ao cardápio novamente algumas semanas depois ou, ainda, apresentá-lo de outra forma.

Para a psicóloga Anna Esther Cunio, a amamentação não faz mais sentido quando a criança começa a ficar independente. "Naturalmente ela tende a se desinteressar do peito, pois tem novidades mais atraentes pela frente, como engatinhar, comer outras coisas, andar. É hora de a mãe valorizar outros momentos com o filho para não retardar sua busca de autonomia." Uma dica para as mães que enfrentam dificuldades nessa fase é conversar diariamente com seus bebês (e consigo mesmas) para preparar o desmame, que deve ser gradual, respeitando o ritmo da criança.


O desmame do jeito certo

- Inicie o desmame com sucos, que podem ser dados de manhã, entre as mamadas.
- Após dez dias, comece com as papas de frutas. Assim como o suco, a papa pode ser oferecida como um lanche, no intervalo entre as mamadas.
- Depois de um mês tomando suco e comendo frutas amassadas ou raspadas, é hora da papa salgada, que pode substituir uma das mamadas.
- Ao final de dois meses após o início do desmame, dá para introduzir a segunda refeição salgada.
- A papa de fruta continua como opção de lanche da manhã ou da tarde.
- Apresente os alimentos gradualmente, iniciando um item diferente a cada três dias. O volume da porção depende da aceitação do bebê. Em geral, três a quatro colheres de sopa por refeição são suficientes.

Birra


O que diz a especialista?
Se a criança faz birra em público é porque aprendeu que é útil para conseguir o que deseja. Às vezes, sem querer, os pais acabam reforçando isso. Para acabar com esse comportamento, o aconselhável é não ceder e nem dar atenção à criança na hora. Não tente apaziguar fazendo carinho, apenas olhe para ela e diga: “pare”, sem gritar, mas com firmeza. Se for possível, coloque-a em um canto para se acalmar. Se não, tire-a do local e diga que, quando ela parar, vocês poderão conversar. Só volte a falar com ela depois e explique o que ela poderia ter feito, ensine formas adequadas de pedir e também de lidar com a frustração quando seus desejos não podem ser satisfeitos.

Aniversário de um ano

O aniversário de um ano do lipe foi sonhado e planejado com muito carinho.
Pela dedé,vovô,papai e titia.
O tema foi de circo....e foi lindo.
Veio toda família...felipe ganhou muuuuuito presentes...
Teve pula pula e o bolo foi maravilhoso.





A primeira vez que......

A primeira viagem do lipe foi com um mês, pra Uberlândia pra passar o natal na casa da Dedé....
Recebeu a primeira correspondência no dia 28/01/2010, o cpf.
O primeiro sorriso foi 05/12/2010
Ficou resfriado 09/12/2010
Felipe virou de bruços dia 30/04/2010
Foi apresentado na igreja dia 20/06/2010
Sentou aos seis meses.....
Bateu palminhas dia 09/07/2010
Fez uma arte no restaurante,quebrou um potinho de vidro aff....
Começou dar os bracinhos dia 04/08/2010, mas só dava pro papai.....
Começou a rolar com 9 meses....
27/08/2010 Apareceu a primeira pintinha no bumbum
Felipe engatinhou dia 26/11/2010
15/12/2010 Viajou pra Caldas novas...
20/12/2010 deus uns passinhos....
O primeiro dente saiu dia 17/07/2010
Começou a chamar pela vovó,mas só falava dedé.....
Chama pela titia kadja,mas so fala titi....
Com um ano começou a chamar papai "papá".......
Felipe andou com 1 ano 4 meses e 10 dias....qdo todo mundo já tinha desistido,ele resolveu kkkk.

Ficha Técnica

Felipe nasceu com 3,710 e medindo 51 cm.
8:20 da manhã.

No hospital Santo antônio
A obstetra foi a Walquiria.Uma pessoa maravilhosa,a quem mamãe tem um carinho enooorme.
O pediatra foi O Luíz Fernando.
Com um mês pesava 4,200 media 54 cm
Com dois meses pesava 5,800 e media 60 cm
Com três meses pesava 7,110 e media 62 cm
Com quatro meses pesava 7,800 e media 65 cm
Com cinco meses pesava 8,170 e media 67 cm
Com seis meses 8,800 e media 68 cm
Com sete meses 9,700 e media 70 cm
Com oito 10k e 72 cm
Com nove 10,200 e  73 cm
Com dez 10,600 e 75 cm
Com onze 10,400 e 78 cm
Com um ano a mamãe não marcou hihih.......

sexta-feira, 27 de maio de 2011

O dia que vc nasceu

Bom, por causa do coração não podia ter parto normal e nem queria rsrrsrrs. Então a médica disse que seria cesarea.Na última consulta do pré - natal  meu marido escolheu o dia,seria dia 16 de novembro,as 8h.
Uiii!!! um dia antes arrumamos o quarto,colocamos o que faltava no lugar.Fiz uma escova no cabelo,unhas já estavam feitas, demorei dormir,não conseguia!
Acordei as 5h da manhã e fui pra net....esperar a hora.
Todo mundo acordou,estava aqui em casa,minha mãe e meu padastro e o maridão.
Minha cunhada veio e nos levou pro hospital.
Chegando lá,estavamos todos rindo pras paredes rsrsrrs, de nervoso claro....
Entrei as 8h em ponto e o lipe nasceu as 8:20,pesando 3,710 e com 51 cm.
 Nem sei descrever o que eu senti qdo vi ele e entendo qdo as mães falavam que é uma emoção sem tamanho. Felipe nasceu a caaaaaara do pai.
Passei super bem e amamentei na primeira hora.Correu tudo bem!!! 



Até a chegada dele....

Bom....resolvi que queria engravidar.
Mas não sabia que seria tão difícil.
Descobri que tinha sop, e dai até eu engravidar foi um ano e meio.
Fiz vários exames,e sempre dava negativo.
Um belo dia (18/03/2009) fiz mais um,só por fazer mesmo.
Liguei na clínica e pedi até que abrissem pra ver o resultado.
E pra minha surpresa: POSITIVO!!!!
Não tem alegria maior do que essa....eu ria taaaaanto....tanto....queri contar pra todo mundo.
Mas tava no trabalho e não dava.
Contei primeiro pra Priscila que trabalhava comigo e liguei deseperadamete pro papai, mas o papai tava fazendo fisioterapia e tinha que esperar.
Depois que contei pro papai, contei ao meu patrão......e pra minha mãe.

Passados três meses, mamãe passou mau, tive 300 bpm e fui correndo pro hospital.
Chegando lá eu desesperada, pq eu tinha medo de perder vc e o médico so me disse: primeiro vc!!!!
Fiquei no UTI, e foram três dias.....graaaaaaças a Deus nada te aconteceu.

Depois disso fui investigar melhor, e fiquei sabendo que nasci com isso....mas tbm poderia ter alguma coisa aver com emocional, enfim....teria que fazer acompanhamento.
E assim foi.
Procurei um especialista em arritmia, ele me disse que tinha um remédio. "Concor" era o nome do remédio, mas que poderia trazer problemas a vc, já que não desenvolveria normalmente.
Mamãe escolheu não tomar....preferi arriscar a minha vida, mas que vc viesse ao mundo saudável.
O coração da mamãe batia 150 durante o dia e 40 anoite...rsrrsr
Um dia fui no aniversário da irmã Lúcia,e no meio de uma palavra, um irmão me chamou e disse que Deus tinha mandado falar "seu filho é escolhido,vai ser homem de Deus,fica tranquila que vai dar tudo certo".
Nunca tinha visto o homem na minha vida.
Daii fui levando a gravidez, preocupada,mas os meses foram se passando. Papai sempre ia nas Ultra sons, e nas consultas de pre-natal ele foi só na última, pra marcar o dia que vc ia nascer.
Mamãe não poderia fazer parto normal,nem faria se pudesse,então papai marcou dia 16 de novembro de 2009. E vc chegou.........mas isso eu conto depois!!!!