sábado, 30 de julho de 2011

Nós e nossos filhos

A responsabilidade do que os filhos vão ser não é só dos pais (Dr. James Dobson)
Os pais não sabem como fazer e se sentem desanimados e culpados.
Salmos 127:3-5 ...” Feliz o homem que enche deles a sua casa.”

A maior necessidade dos filhos: “Amor Incondicional” Segundo Dr. Ross campbell em seu livro “Filhos Felizes”.

Amor incondicional é amar a criança mesmo quando não gostamos do seu comportamento.
Demonstrar amor só quando as crianças nos agradam, é amor condicional - não faz com que se sintam verdadeiramente amadas. Gera insegurança, ansiedade e baixa auto-estima - estes sentimentos podem perseguir a pessoa por toda a vida adulta.
Toda criança está sempre perguntando aos pais: “Você me ama?”
Pergunta geralmente através do seu comportamento - e muitas vezes através do seu mau comportamento. Ela tem uma enorme capacidade emocional. A resposta a esta pergunta é a coisa mais importante de sua vida.
A criança percebe o amor através do que dizemos ou fazemos. A presença do pai é insubstituível. A criança precisa da aceitação do pai e da mãe.

Todos nós temos um tanque emocional dentro de nós. Nossa auto-estima, nosso equilíbrio emocional.
Quando o tanque está cheio, a criança no geral se comporta bem.
Quando o tanque está vazio, a criança no geral se comporta mal. Ela pode comportar-se bem para tentar “ganhar” o amor dos pais. A responsabilidade de suprir emocionalmente a criança é dos pais.
Devemos comunicar positivamente com os nossos filhos, concentrar nos aspectos positivos e reforçá-los. Pv.12:25

Como demonstrar amor incondicional? Como Manter o tanque emocional cheio?

Amar com:
-contato visual adequado- é olhar diretamente nos olhos, sorrir, dizer palavras agradáveis.
- contato físico adequado - O toque natural e amoroso, um abraço, um beijo, um carinho. Os carinhos vão mudando a medida que a criança vai crescendo.
- atenção concentrada - É dar à criança nossa atenção completa, de maneira que ela se sinta valorizada. Ouvir o filho. Não conversar e dar atenção só quando estamos repreendendo, quando estamos zangados.
- Disciplina - Amor e disciplina não podem estar separados .O castigo é uma pequena parte da disciplina, fazer a criança sentir se amada é a parte mais importante da disciplina. Podemos definir disciplina como educar ou treinar a mente e o caráter da criança a fim de que ela se torne uma pessoa com domínio próprio e seja construtiva na sociedade. Este treinamento é feito principalmente através da comunicação.
Meninas com menos de um ano de idade recebem 5 vezes mais demonstrações de carinho do que os meninos. As clínicas Psiquiatras recebem 6 vezes mais meninos que meninas.

Amamos nossos filhos:

- Quando pomos limites, (com instruções claras e firmes)
- Dando segurança,
- Ensinando o caminho de Deus - gastando tempo ensinando as Escrituras, orando com eles, por eles; acima de tudo amando verdadeiramente à Deus.
- Conversando sobre a sexualidade - falar sobre o nosso corpo e impulsos com naturalidade e humor, dando lhes abertura para perguntar e contar suas experiências.
- Sendo autêntico - Sou pai ou mãe mas não sou perfeita. Os adultos também erram. Nós sentimos medo etc. Sermos honestos.
- Vivendo bem com o nosso cônjuge. É uma fonte de grande alegria e segurança para os filhos quando os pais se amam e se relacionam bem.